Projetos em curso e concluídos

PROJETOS DE ENSINO

2021

Tutoria de Pares no Ensino Remoto
  • STATUS

Em andamento.

  • COORDENAÇÃO/PROFESSORA RESPONSÁVEL

Clarissa Haas

  • BOLSISTAS

Alice Reguly Guedes

Carolina Mross Sozo

Eduarda Andréia Pedron Rodrigues

Giovana Scur Pedron

  • PERÍODO DE VIGÊNCIA

01.09.2021

2020

Monitoria Acadêmica: Tutoria de Pares
  • STATUS

Concluído.

  • COORDENAÇÃO

Amanda Souza Santos

  • PROFESSORA RESPONSÁVEL

Heloisa Santini

  • BOLSISTA

Pedro Augusto Bertoldo Castilhos

  • PERÍODO DE VIGÊNCIA

01.09.2020 a 31.03.2021

  • OBJETIVOS DA TUTORIA

– Estimular a participação de estudantes dos Cursos de Ensino Médio Integrado, Subsequente e de Graduação na prática da inclusão de pessoas com necessidades educacionais específicas em atividades pedagógicas, bem como fortalecer seu vínculo com a vida acadêmica no IFRS – Campus Caxias do Sul.

– Prestar apoio personalizado ao estudante com necessidades educacionais específicas durante o seu percurso acadêmico, através da realização de diversas atividades.

– Colaborar para um melhor desempenho e viabilidade do processo de ensino e aprendizagem do estudante com necessidades educacionais específicas.

– Promover o desenvolvimento de competências transversais, num espírito de partilha de competências e saberes, de solidariedade, de cooperação, em que se aprende ensinando e ajudando.

– Contribuir, através da formação de tutores(as) de pares para a construção e difusão do conhecimento e desenvolvimento humano e tecnológico.

– Favorecer a cooperação acadêmica, visando à melhoria da qualidade do ensino para os estudantes com deficiência.

– Promover o processo de formação de relações interpessoais, num contexto de estudo entre iguais, de aprendizagem entre pares.

Heloisa (professora responsável), Mariana (tutorada) e do Pedro (tutor).
Monitoria Acadêmica: Educação Inclusiva
  • STATUS

Concluído

  • ATRIBUIÇÕES DA BOLSISTA

– Elaborar materiais didáticos acessíveis (digitalização de textos em formato acessível, gravação de áudios, vídeos, audiodescrições, etc) com foco nas metodologias ativas e na  acessibilidade curricular dos estudantes com N.E.E. do Campus Caxias do Sul atuando, prioritariamente, na acessibilidade curricular de estudante cega matriculada no Curso de Licenciatura em Matemática.

– Elaborar tutoriais sobre ferramentas digitais de acessibilidade com foco nas ferramentas para a deficiência visual.

– Participar, eventualmente, das aulas dos componentes curriculares pedagógicos ministrados pela coordenadora do bolsista na Licenciatura em Matemática, atuando como monitor ledor de textos ou avaliações para estudante cega matriculada no curso.

– Participar nas reuniões semanais para planejamento, execução e avaliação das ações realizadas juntamente com a professora coordenadora do bolsista e nas reuniões mensais do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas – NAPNE – do Campus Caxias do Sul.

– Realizar estudos teórico-práticos  sobre metodologias ativas e objetos de aprendizagem (OA) sob o viés das tecnologias de informação e comunicação (TICs).

– Construir planilhas e sistematizar dados quantitativos por meio do ambiente virtual de aprendizagem (Moodle) referente a indicadores de desempenho dos estudantes matriculados nos componentes curriculares de formação pedagógica ministrados pela coordenadora do bolsista.

– Colaborar no planejamento e execução de atividades formativas pontuais em caráter de extensão com foco na Educação Inclusiva.

– Colaborar na construção de materiais para divulgação das atribuições do NAPNE, bem como, de suas atividades.

– Divulgar os estudos realizados no site do NAPNE na aba “Materiais Didáticos”. <napne.caxias.ifrs.edu.br>

  • VIGÊNCIA DO PROJETO

01.09.2020 a 01.03.2021

  • PROFESSORA RESPONSÁVEL

Clarissa Haas

  • BOLSISTA

Lauren Guerra Consorte – Discente da Licenciatura em MatemáticaResponsável pelo acompanhamento/orientação da bolsista: Prof. Clarissa Haas.

Se você quiser saber mais sobre o projeto, assista o vídeo elaborado pela bolsista para a 5º Jornada de Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRS – Campus Caxias do Sul

Acesse o vídeo clicando aqui!

2019

Monitoria Acadêmica: modalidade tutoria de pares
  • STATUS: 

Concluído

  •  TUTORIA DE PARES: CONCEPÇÃO PEDAGÓGICA

O projeto Monitoria Acadêmica trata-se de um projeto de ensino sob responsabilidade da Coordenação pedagógica do Campus Caxias do Sul e integra várias modalidades.

A criação da modalidade “Tutoria de pares” trata-se de uma iniciativa do NAPNE – Campus Caxias do Sul. Essa modalidade foi criada com o objetivo de estimular as práticas pedagógicas colaborativas entre os próprios pares nas salas de aula do ensino médio integrado onde há a matrícula de estudantes com necessidades educacionais específicas que demandem apoios e intervenções diferenciadas.

Os tutores são bolsistas de ensino médio, preferencialmente, em etapa superior do mesmo curso cuja turma acompanha. Portanto, o trabalho do bolsista é desenvolvido, prioritariamente, em sala de aula, na forma de tutor de seus pares, auxiliando individualmente na realização das atividades propostas pelo professor durante as aulas selecionadas para sua atuação, apoiando o estudante com necessidades educacionais específicas e também os demais colegas.

Aos professores é facultado repassar ao bolsista monitor os conteúdos e atividades principais que estruturarão seu planejamento para a semana seguinte, a fim de que o estudante bolsista possa revisar esses conteúdos e apoiar de modo efetivo seus colegas durante as aulas. Entende-se que esse movimento de revisão dos conteúdos traz aprendizados mútuos, tanto para os estudantes que recebem o apoio, como para o monitor que na condição de quem ensina, também está aprendendo e revisando aprendizados já construídos no curso.

Considerando que a tutoria de pares em sala de aula deva ser, do ponto de vista pedagógico, um apoio colaborativo e, ao mesmo tempo, desafiador, cabe aos professores que tiverem o bolsista em sala de aula orientá-lo para que atue de modo alternado apoiando colegas diferentes e não centrando seu apoio exclusivamente no estudante com necessidade educacional específica. Para que atue problematizando e interrogando os colegas a respeito de suas dúvidas e, não somente favorecendo a resposta ou realizando o exercício por eles. Para que possa atuar como mediador na construção da progressiva autonomia dos estudantes.

Baseado no conceito de zona de desenvolvimento proximal de Vigotsky, entende-se que a mediação social é fator determinante na aprendizagem de qualquer indivíduo. A zona de desenvolvimento proximal pode ser definida como aquela área de funcionamento psicológico em que é possível ao sujeito realizar algo, desde que conte com auxílio de outra pessoa ou apoio externo que age como forma de sustentar e ativar as funções que ainda não operam sozinhas (PONTECORVO, AJELLO e ZUCCHERMAGLIO, 2005). Portanto, cabe ao docente auxiliar o bolsista, orientando-o a respeito do que os colegas podem fazer sozinhos no seu funcionamento independente e no que necessitam de apoio. Em outras palavras, para que um estudante possa atingir uma zona de desenvolvimento mais elevada em relação a um conteúdo ou habilidade a ser construída, ele precisa ser regulado em relação à relativa dependência e progressiva autonomia do apoio externo. Isso significa compreender a tutoria de pares como tempo pedagógico de proximidade e distanciamento em relação ao colega com necessidade educacional específica e aos demais colegas que manifestem dificuldade em aula. A construção e articulação desses tempos será objeto de orientação vigilante e permanente do professor responsável pelo apoio e supervisão dos bolsistas e dos demais professores que tenham sua presença em sala de aula.

O horário dos bolsistas é estabelecido mensalmente, em sistema de rodízio e disciplinas identificadas como prioridade, sendo disponibilizado aos professores.

O bolsista monitor é convidado a participar das ações de formação continuada, oportunizadas pelo NAPNE-Caxias do Sul ao longo do ano, conforme sua disponibilidade.

  • ATRIBUIÇÕES PRINCIPAIS DOS BOLSISTAS/TUTORES:

Em síntese, as principais atribuições dos bolsistas tutores são:

– Atuar como tutor de seus pares (de mesmo itinerário formativo profissional) em uma turma de ensino médio integrado em que haja a presença de estudantes com necessidades educacionais específicas.

– Auxiliar, individualmente e/ou em pequenos grupos de trabalho, os estudantes da turma na realização das atividades propostas pelo professor durante as aulas selecionadas para sua atuação, apoiando, prioritariamente, os estudantes identificados com necessidades educacionais específicas.

– Sistematizar e revisar conteúdos ou aprendizados construídos ao longo do seu itinerário formativo no curso, podendo colaborar na produção de materiais didáticos.

– Participar das ações de formação continuada promovidas pelo Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (NAPNE), a fim de qualificar a sua ação como tutor de seus pares.

  • VIGÊNCIA DO PROJETO

A bolsa de monitoria tem vigência de maio a novembro de 2019.

  • GT – TUTORES DE PARES

Atualmente, são bolsistas tutores de pares em regime de oito (08) horas semanais:

Amanda Sperotto – 2º TP Manhã – Tutora de Pares no 1º TP Tarde.
Emanuel Eliabe Alves – Estudante do 2º TQ Tarde – Tutor de Pares no 1º TFM Manhã
Maurício Moll Madruga – Estudante do 2º TQ Manhã – Tutor de Pares no 1º TQ Tarde.

Responsável pelo acompanhamento/orientação dos bolsistas: Prof. Clarissa Haas.

Bolsistas do Projeto Tutoria de Pares.